Amamentação: Importância para mães e filhos

Toda mãe quer dar o melhor para seu filho e o leite materno é a certeza de que todos os nutrientes que a criança precisa estão neste alimento. O bebê deve ser alimentado exclusivamente com leite materno até os 6 primeiros meses de vida e posteriormente até os 2 anos, juntamente com alimentação complementar adequada.

A amamentação é um direito garantido por lei, através do artigo 9o do Estatuto da Criança e do Adolescente, que diz que é obrigação do poder público, das instituições ou empregadores, propiciar condições adequadas para o aleitamento materno, inclusive para os filhos de mães com a liberdade privada.

Mãe, segurando o bebê no colo antes de amamentar.

Benefícios para a criança

Segundo o Unicef, “amamentar os bebês imediatamente após o nascimento pode reduzir a mortalidade neonatal”. Além disso, crianças que mamam no peito são bem mais nutridas, têm menos chances de ficarem doentes e desenvolvem melhor o rosto, a boca, a mordida e o sistema respiratório.

Benefícios para a mãe

Os benefícios da amamentação estendem-se também para a mãe. Durante a ‘mamada’, mãe e filho ficam mais próximos, trocam olhares e carinhos, fortalecendo ainda mais a relação.
Amamentar eleva o nível de ocitocina no corpo, que ajuda o útero a se contrair mais rapidamente, diminuindo os riscos de hemorragia. Outro benefício deste hormônio, conhecido como ‘hormônio do amor’, é que ele possui efeitos antidepressivos, que ajudam acalmar, diminuir o estresse e a pressão arterial. “Dar de mamar” pode diminuir também as chances de desenvolver algumas doenças como: câncer de mama, útero e ovário, e diabetes tipo 2.

Mães que não podem ou não conseguem amamentar

Podem ser inúmeros os motivos em que a mãe não pode ou não consegue amamentar. Nessas situações, recomenda-se que procure ajuda profissional do médico da criança, que receitará a melhor solução, para que o bebê tenha a ingestão correta e suficiente de nutrientes.


Mais do que alimentar, amamentar é um ato de amor! O Buffet Lolly Kids apoia esta causa. Lembre-se de que ninguém pode violar o direito à amamentação, seja em local público ou privado.


Gostou deste texto? Siga nossas redes sociais para ficar por dentro das novidades.